Julie, amor infinito...

Olá!

Hoje quero fazer uma homenagem, a essa criaturinha que tanto amei e amo infinitamente... que tanto me amou, tanto carinho e alegrias me deu... JULIE

Seu tempo por aqui passou...
a dor da perda é grande, mas... 
eu bem sei...a dor é apego...(lição difícil de aprender)
e eu, te quero livre e feliz, como você sempre foi...
Agora... o AMOR, esse sim, é infinito... incondicional...
e um dia, quando o meu tempo acabar por aqui,
a gente vai se reencontrar...
e vai ser só alegria e amor...


Fico feliz, que esses anos todos,  juntas... foram tão bons...



Você sempre foi e sempre será inesquecível... minha imensa GRATIDÃO por cada dia que estivemos juntas... por ser sempre uma grande companheira e pelas lições que me  ensinou...sim...uma cachorrinha também pode ensinar tanto...


Eu passaria a vida, falando de você... tantas historias escrevemos ...você é presença viva em meu coração... e assim o será...sempre...


Agora, São Francisco e Santa Clara cuidam de você pra mim...
Segue feliz, minha anjinha...


*09/07/2004 - 16/10/2017*

Valéria

Comentários

  1. Uma vida que sempre está presente em nossos corações sempre que se vai toca a nossa sensibilidade. Sabe... me emocionei em ver as fotos e com a partida de Julie.
    Assim é a vida...Ela está muito bem amparada. Que Deus lhe conforte.
    Um beijo minha querida amiga.
    Élys.

    ResponderExcluir
  2. Só sei que dói. Muito.
    É como perder uma pessoa, e quando dizemos isso, alguns não conseguem entender. É possível amar demais um animal de estimação.
    Sinto muito.

    ResponderExcluir
  3. Sei bem como é isso! Morro de saudades da Cuca e faz mais de ano... E tu estavas viajando? Ela estava na clinica?
    Fica bem! Sei que é uma barra!!! bjs, chica

    ResponderExcluir
  4. O apego aos animais de estimação trazem os mesmo sentimentos de outras perdas queridas. Eu já os tive e depois não quis mais.

    ResponderExcluir
  5. Que pena Valéria, mas com o tempo supera esta perda deste amigo que ja me acostumei a vê-lo sempre ao seu lado nas redes onde temos contatos. Não tem como não sentir como
    se fosse um ente querido, fazem parte de nossos dias e vidas, desapegar é muito difícil mesmo. Eu já perdi muitos quando era criança e adulto não quis mais.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Muito tristes , eu e Marilda com esta perda que também nos machuca o coração. Fazem dois anos que Ariel nos deixou e a saudade continua...imensa.
    Que seu coração se aquiete e que Deus lhe dê o consolo.
    Um beijo nosso, amiga.
    Leninha e Marilda Vianna

    ResponderExcluir
  7. Amiga Valéria,
    Compreendo sua tristeza.
    Já passei por isso algumas vezes e como dói essa partida.
    Esses pequenos anjos são nossos amigos mais leais. Concordo , sim, nos dão lições e muito prazer.
    Sentirei falta da sua pequenina linda pois esteve aqui presente na tela junto a você.
    Já a conhecemos. E acostumamos a amá -lá.
    Pena. Muita pena que a vida desses anjos sejam tão curtas.
    Muitos beijos, minha doce amiga.

    ResponderExcluir
  8. Amiga Valéria,
    Compreendo sua tristeza.
    Já passei por isso algumas vezes e como dói essa partida.
    Esses pequenos anjos são nossos amigos mais leais. Concordo , sim, nos dão lições e muito prazer.
    Sentirei falta da sua pequenina linda pois esteve aqui presente na tela junto a você.
    Já a conhecemos. E acostumamos a amá -lá.
    Pena. Muita pena que a vida desses anjos sejam tão curtas.
    Muitos beijos, minha doce amiga.

    ResponderExcluir

Postar um comentário